×

Erro

Passed variable is not an array or object, using empty array instead

Além de apresentar 34 trabalhos de um dos principais nomes dos quadrinhos na França, a mostra vai contar com ateliê aberto ao público
 
O percurso artístico do quadrinista francês Jean-Denis Pendanx é narrado na exposição “Jean-Denis Pendanx, Viagens em Quadrinhos”, que estará aberta de 9 a 24 de março, na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais. Jean-Denis Pendanx é um dos principais expoentes no cenário dos quadrinhos da França. Ele foi responsável por inúmeras histórias e ilustrações contemporâneas francesas, como Diavolo le solennel, Labyrinthes, Les Corruptibles, Abdallahi, entre outros. A entrada é gratuita. 
 
A exposição, que integra a programação da 6ª Festa da Francofonia, reúne 34 obras e faz uma retrospectiva da sua atuação como desenhista da viagem, tanto geográfica como interior, já que o seu trabalho traduz o mais próximo possível a humanidade em todas as suas complexidades. Ilustra os mundos mais remotos, selvagens e diferentes da sociedade, a meio caminho entre a reportagem e a ficção.
 
Ateliê de quadrinhos
No dia em que se encerra a exposição, 24 de março, às 15h, a Biblioteca Pública Estadual recebe o ateliê de Bande Dessinée (quadrinhos) com o artista homenageado. Durante a atividade, que também é gratuita, os participantes vão receber dicas e conhecer e técnicas para criar um personagem fictício para quadrinho, livro ilustrado ou desenho animado. Para participar, é necessário preencher um formulário online. Ter algum conhecimento em desenho para hq's será um diferencial.

Clique aqui para preencher o formulário


A Biblioteca Pública Estadual apoia a Festa da Francofonia, que tem realização da Aliança Francesa Belo Horizonte, da Embaixada da França, do Wallonie Bruxelles International, do Campus France Brasil e do Centre Linguistique du Collège de Jonquière. 

Exposição pode ser visitada de 9 a 24 de março, com entrada gratuita
 
Conheça Jean-Denis Pendanx
Nasceu em 1966 na cidade de Dax, é ilustrador e desenhista de histórias em quadrinhos. Após um ano preparatório na École Estienne em Paris, Jean-Denis Pendanx obteve o BTS (Diploma Técnico Superior) em artes aplicadas no Lycée Jolimont de Toulouse. Em seguida, estudou na Écoledes Arts Décoratifs de Paris. Durante 15 meses, fez atividades de cooperação no Centre Culturel Français de Cotonou, Benin, em 1989. Viveu em Bordeaux, onde se dedicou à história em quadrinhos, a ilustrações de livros para a juventude e revistas, assim como a exposições (Étonnants voyageurs, St Malo/ Salon du carnet de voyage, Clermont Ferrand/ Centre Culturel Una volta, Bastia/ Fondation François Schneider, Wattwiller) e animações, como desenhista de HQ. Em 1991, publicou com Doug Headline seu primeiro álbum: Diavolo le solennel, edições Glénat. 
 
Em 1993, foi lançado o primeiro volume de Labyrinthes, com Dieter e Serge Le Tendre; trabalhou paralelamente no desenho animado Corto Maltese, produção Ellips anime. Viagens de reconhecimento para os álbuns ou encontros em torno da História em Quadrinhos: Argélia (Institut Français d’Oran), Marrocos, Mali, Togo, Benin, Nigéria, Gana, Quênia.  Partiu para o campo de refugiados em Bentiu, Sudão, com o Unicef em 2016 (15 dias). Atualmente, trabalha no álbum ‘Fake’, com o roteirista Laurent Galandon. Para o futuro, tem um projeto de romance gráfico, visando um desenho animado, com o escritor americano James McBride.